Governo publica nota sobre mobilização dos Educadores

09/05011

O Governo do Estado publicou uma nova nota sobre a Greve dos trabalhadores em Educação, nesse domingo (8). No texto, assinado pelos secretários da Casa Civil e de Educação, Paulo de Tarso e Betânia Ramalho, o Governo diz que está “reestruturando a Educação do Estado” e “construindo um novo projeto da Educação convivendo com a precariedade em várias escolas (herdada das gestões anteriores).”.

Para a coordenadora geral do Sinte, Fátima Cardoso, o texto é mais uma tentativa de mascarar a realidade da Educação no RN. “Em lugar da nota, o Governo deveria explicar à população o porquê de a arrecadação ter aumentado - assim como o Fundeb - e, ainda assim, a Educação ser deixada de lado”, disse.

A nota ainda possibilita a interpretação de que a greve é programada e é responsável pela desilusão dos estudantes. Segundo o texto, a greve “mata as expectativas dos alunos e familiares em relação à construção de um futuro melhor”. Com isso, o governo tenta fugir da culpa por não possibilitar melhores condições de ensino aos alunos e de trabalho aos servidores e transfere a responsabilidade para os trabalhadores em Educação.

“A direção do Sinte repudia este tipo de insinuação. A verdade é que o Governo Rosalba não cumpre a lei. Nesse tempo, a atual gestão já deveria ter, pelo menos, pago o Piso Salarial e reduzido a jornada de sala de aula dos professores.”, afirma a dirigente. A redução da jornada à qual Fátima Cardoso se refere é a que diz respeito à decisão do Supremo Tribunal Federal. Ela modifica a jornada de 25 horas/aula, para 20 horas/aula e 10 horas para planejamento, estudo etc.
“O governo precisa ser mais responsável no que se refere às expectativas do aluno e à função social da escola. É preciso nos responder, por exemplo, por que falta professor em toda rede de ensino e assumir que isso não é apenas responsabilidade das gestões passadas.”, avalia a dirigente.

Fonte: Sinte/RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário