Cansada de Política de faz de conta



Como professora de Geografia, sempre estou abordando as mais diversas questões ligadas à esse componente curricular.

Estava trabalhando em uma sala do ensino fundamental o assunto "Norte desenvolvido e Sul subdesenvolvido", conteúdo do livro de Geografia para ensino fundamental do autor J. William Vesentini. No contexto da aula fazia-se necessário mostrar as diferenças entre o DESENVOLVIMENTO e o SUBDESENVOLVIMENTO entre os dois hemisférios geoeconômicos do planeta, e assim explicar aos meus alunos porque existem no mundo países tão ricos e países tão pobre. Trabalhar com indicadores econômicos e sociais é extremamente imprescindível quando se trata de discutir tal questão: PIB, renda per capita, distribuição de renda, nível de escolaridade, IDH, mortalidade infantil, expectativa de vida, são alguns dos índices analisados. E depois de analisar e compreender o conteúdos, é triste olhar para os rostos dos meus alunos e claramente perceber a decepção que esses sentem ao entenderem que o país em que nasceram poderia estar bem melhor quanto a esses índices.

Se nossas políticas públicas fossem cumpridas e a corrupção - que é o câncer da política brasileira - não trabalhasse a favor dos mais ricos, nossos indicadores sócios-econômicos mostrariam em números uma realidade bem diferente da que vivemos hoje. Não trabalho com falta de esperança, muito pelo contrário, mostro que eles podem começar a mudar isso de agora, dando importância a sua educação, pois começa no próprio indivíduo a mudança necessária à transformação do Brasil em um estado desenvolvido, próspero e com menos desigualdade social.

Nós professores temos por excelência o hábito de mostrar para nossos alunos que ESTUDAR é o caminho mais importante frente às tamanhas desigualdades sociais. Pois um ser humano consciente de seu papel social, não se deixará enganar por falsas promessas e nem muito menos votar por dinheiro, deixando assim que a corja suja do poder público permaneça apodrecendo nosso país.

E pegando carona no lema do governo: BRASIL, país rico, é país sem pobreza... SEM CORRUPÇÃO, SEM DESRESPEITO AO POVO E COM VERGONHA NA CARA!

2 comentários:

  1. Parabéns por mais uma postagem de cunho político social de altíssima qualidade.
    Conhecimento é o melhor remédio para tratar as feridas da política brasileira.


    Márcio Helton

    ResponderExcluir
  2. Professora Santelma,


    Quem está a frente de uma turma de jovens em formação, tem o papal de levar a informação, promover a criticidade e contribuir para a emancipação desses jovens. E você, sem dúvida está cumprindo com o seu papel.

    Parabéns!

    Visite o site:http://bastidoresdosbastidores.blogspot.com/ e leiam: A safra das mulheres fruta!

    ResponderExcluir