Como dar aula para quem não quer?



Essa é uma pergunta que nós educadores fazemos todos os dias.

Não sabemos se por falta de incentivo familiar, ou por falta de estímulo do próprio processo educativo, mas dar aula para quem não quer é um dos grandes problemas da educação da atualidade. Não generalizando, mas nossas escolas estão cheias de alunos e alunas que vão aos bancos escolares ou porque a família obriga, (pois a presença é o ponto chave para que os mesmos continuem incluídos nos programas sociais do governo como o BOLSA ESCOLA/FAMÍLIA) ou por puro desinteresse de alguns alunos. E a mudança desse fato cabe mais uma vez ao PROFESSOR, visto na sociedade como agente transformador do comportamento humano, uma vez que este é o "ÚNICO RESPONSÁVEL POR EDUCAR", esse é um dos grandes erros cometidos pela maioria das pessoas. Não é responsabilidade única e exclusiva do PROFESSOR ou da ESCOLA educar crianças, jovens e adultos, a Escola, bem como o Professor são parceiros essenciais no processo de ensino-aprendizagem, que visa que o sujeito ao processo educativo aprenda os conteúdos ministrados em salas de aulas, mas que também estes saibam aplicá-los em seu cotidiano, se tornando um agente participativo e transformador da sociedade.

Como ministrar conteúdos, planejar aulas atrativas se o próprio indivíduo não tem ao menos interesse em receber aquilo que se está discutindo? O pior de tudo é quando esses alunos atrapalham as aulas com ações de Bullying, com desrespeito aos professores e também demais funcionários, muitas vezes as agressões são fortes e humilhantes. Esses indivíduos tumultuam nossas escolas e fazem com quem o processo de ensino-aprendizagem seja prejudicado, atrapalhando assim a aprendizagem dos alunos que querem receber a educação proposta em sala de aula.

Julgar os professores de ruins, incompetentes ou irresponsáveis é muito fácil para quem não sabe ou não presencia o processo educacional de perto. As famílias estão cada vez mais ausentes das escolas e mais distantes da educação de seus filhos. Mal eles sabem que estão cometendo um erro irreparável para o futuro de seu filho ou filha. Educação se começa em casa, criança mal criada que agride os pais, vai ser mal educado na rua e na escola, e vai querer agredir e desrespeitar professores e colegas na escola.

Enquanto essas postura moral não mudar dentro das famílias brasileiras, o processo educacional no Brasil não vai conseguir funcionar em sua plenitude. Os professores não podem fazem milagres, nem ensinar a força, obrigando a quem não quer aprender que esse aprenda alguma coisa importante para o seu futuro. Esse é só um dos grandes problemas da Educação no Brasil.

Essa política pública que foi implantada no governo Lula e continua no governo Dilma, e que tem como intuito erradicar a pobreza, deveria elaborar melhores estratégias para fazer da família um agente mais participativo na educação dos seus filhos.

A EDUCAÇÃO É A PRINCIPAL FERRAMENTA PARA MELHORAR O FUTURO DA HUMANIDADE, NÃO A DESCARTE, EDUQUE SEUS FILHOS E OS INCENTIVE A ESTAR NA ESCOLA PELA APRENDIZAGEM E NÃO APENAS PARA CUMPRIR UMA EXIGÊNCIA DO GOVERNO PARA RECEBER BENEFÍCIOS SOCIAIS.

"A educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tam pouco a sociedade muda." Paulo Freire

Nenhum comentário:

Postar um comentário